HM Hospitales cria a Comissão de Segurança do Doente

O objetivo é identificar riscos potenciais e estabelecer medidas para os prevenir ou reduzi-los mediante a implementação de práticas seguras


 

10/05/2013

 

Conscientes de que o trabalho na segurança do doente é uma das prioridades da HM Hospitales, e de que já se estavam realizando muitas actividades neste sentido, o grupo colocou em funcionamento  a sua própria Comissão de Segurança do Doente.

 

A directora do Departamento de Medicina Preventiva dos HM Hospitales, a Dra. Leonor Antolín, explica que “se trata de criar ‘cultura de segurança’ no âmbito da assistência em saúde, de formar os profissionais na gestão de riscos, avaliar e, a partir de aqui, desenvolver ferramentas para identificar riscos potenciais e estabelecer medidas para os prevenir e reduzir mediante a implementação de práticas seguras cuja eficácia tem sido ampliamente demostrada”.

 

A Comissão de Seguriança do Doente conta com a participação dos serviços ou departamentos implicados directa ou indirectamente na gestão de riscos, como Medicina Preventiva, Farmácia, Urgências, Cuidados ao Doente, Anestesiologia e Reanimação, Cuidados Intensivos e/ou Neonatologia, Qualidade, Prevenção de Riscos Laborais e Direcção Médica.


É que desde que um doente entra em contacto com um sistema de saúde, enfrenta  riscos que podem influenciar definitivamente no decurso da sua doença. Melhorar a segurança no uso de medicamentos, a identificação inequívoca do doente, a prevenção de infeções, quedas e úlceras por pressão, ou o controlo e manutenção de equipamentos críticos, são alguns dos aspectos que mais interessam neste momento.


Implantação da Plataforma TPSC Cloud

“A existência da Comissão de Segurança do Doente permite que,  centralizar todas as actuações enfocadas a melhorar a segurança, estas sejam mais efectivas”, assegura a Dra. Antolín, e adianta que “com a implantação de ferramentas de análise específicas se poderá avaliar  e quantificar os resultados”.  Trata-se de um projeto ambicioso no entao fundamental , já que a informação que aportam aos profissionais de saúde servirá como fonte para a identificação de problemas, aprendizagem e solução dos mesmos.

 

Neste sentido, HM Hospitales realizou um acordo com a Antares Consulting para a implantação da Plataforma TPSC Cloud nos seus  centros. Este  torna  a HM Hospitales no primeiro grupo de gestão privada da Espanha com um único software para a gestão integral de riscos clínicos. (...)

 


Fonte: Publicación de Sanidad Privada
Aceder à notícia original

Copyright © 2019 Antares Consulting S.L. Todos os direitos reservados   |   Informações legais e Política de privacidade