A contribuição das tecnologias de diagnóstico e acompanhamento na gestão do doente crónico



Madrid, 25/06/2013
 
 
 
A Antares Consulting publicou um estudo “A contribuição das tecnologias de diagnóstico e acompanhamento na gestão do doente crónico”, elaborado com o apoio da Roche Diagnostics.
 
 
Nas palavras do Lluís Triquell, Diretor da Unidade de Bio-indústrias e Farmácia da Antares-Consulting, “Fala-se muito sobre a gestão do doente crónico mas muito pouco da tecnologia Point of Care aplicada ao diagnóstico e ao acompanhamento da doença. E estes são aspectos importantes que dão ao doente autonomia para seu próprio autocuidado, para além de criar uma estreita colaboração entre os especialistas médicos, os doentes e a Farmácia Comunitária


Neste relatório temos realizado uma ampla e exaustiva análise destes temas,  apresentando finalmente as tecnologías de diagnóstico e acompanhamento de doentes crónicos e suas possibilidades para melhorar o processo de cuidados e contribuir para melhorar a eficiência dol Sistema de Saúde e a sustentabilidade”
 
  
Nos últimos anos, o doente crónico passou a estar no foco de todos os planeadores da saúde, devido à grande presença de condições crónicas numa população que aumenta a sua esperança de vida ano após ano. Atualmente, também se sabe que o grande impato económico no sistema de saúde nestas condições crónicas requer  um modelo na forma de abordagem. Tanto é assim, que no nosso país já estão fase de implementação os vários planos de cuidados à cronicidade no âmbito central e de das regiões autónomas.
  
 
De todos modos, se analisarmos o tipo de intervenções nas quais se têm centrado as autoridades de saúde, damo-nos  conta de que estas se dirigem maioritariamente ao tratamento ou controlo da patologia crónica, e apenas recentemente se começou a tomar consciência da importância do diagnóstico destas patologias e do acompanhamento dos doentes no tratamento.
É justamente no âmbito do diagnóstico e acompanhamento de doentes crónicos de onde emerge a tecnologia como elemento de inovação. A sua contribuição no processo de cuidados de um segmento dos doentes será indiscutivel num futuro muito próximo.
 
 
 
Na base desta reflexão, os objetivos deste relatório foram:
 
 

  • Proporcionar informação sobre as estratégias e iniciativas relacionadas com a gestão do doente crónico, e o possivel uso de tecnologias que se estão a desenvolver dentro e fora de Espanha.
  • Identificar os elementos chave da gestão dos doentes crónicos que podem ser tributarios de innovación, a partir del uso intensivo de las tecnologías médicas.
  • Poner en valor las tecnologías de diagnóstico y seguimiento de las patologías crónicas a partir de la evidencia científica existente.

Fonte: Antares Consulting
Aceder à notícia original

Copyright © 2019 Antares Consulting S.L. Todos os direitos reservados   |   Informações legais e Política de privacidade