Diagnóstico 'in vitro': tão fundamental quanto barato


26 de fevereiro de 2018

 

O diagnóstico in vitro (DIV) tem um peso cada vez maior nas decisões clínicas e contribui diretamente para a Medicina baseada na evidência, de acordo com o relatório “O diagnóstico in vitro hoje”. Uma mudança de paradigma na qualidade de vida e no processo de prestação de cuidados aos doentes, elaborado pela Fenin com a colaboração da Antares Consulting apresentado hoje em Madrid.

 

Assim, até cerca de 70% das decisões clínicas atuais dependem deste tipo de tecnologias. "O DIV é uma técnica altamente custo-efetiva, com uma inquestionável contribuição de valor a um número maior de processos, de forma rápida, com maior fiabilidade e menores custos", afirmou Carlos Sisternas, coordenador do Sector de Diagnóstico In Vitro da Fenin.

 

No contexto das despesas de saúde, o diagnóstico in vitro representa cerca de 0,8% do total de despesas em tecnologias de saúde, que representam 7,3% da despesa total em saúde, segundo os dados da MedTech Europe. Este tipo de tecnologia lidera a investigação em patentes e representa menos de 4% do custo hospitalar.

 

(...)


Fonte: Diario Médico
Aceder à notícia original

Copyright © 2019 Antares Consulting S.L. Todos os direitos reservados   |   Informações legais e Política de privacidade