Estudo RESA 2018


Indicadores de resultados em saúde do setor privado


Descrição


  

Sétima edição deste relatório sobre Indicadores de Resultados em Saúde do Setor Privado elaborado pela Antares Consulting para o IDIS (Instituto para o Desenvolvimento e Integração da Saúde), correspondente aos dados do ano de 2017.

 

A crescente participação de centros de reconhecido prestígio, a transparência das informações prestadas e a fiabilidade dos seus resultados, faz com que se trate atualmente de um estudo representativo do Setor Privado e coloca-o entre os estudos e relatórios de observatórios nacionais e internacionais mais consolidado, que documenta resultados de saúde.

 

E o primeiro resultado que se destaca de maneira cada vez mais contundente é justamente o compromisso com a transparência dos centros privados: mais de 500 centros privados mostram as suas informações: 325 hospitais e centros de ambulatório, fornecem dados para o Estudo RESA 2018, e 186 centros de reprodução assistida, com dados fornecidos pela Sociedade Espanhola de Fertilidade.

 

Mas certamente o fato mais notável não é a participação dos centros, mas o volume de informações que eles disponibilizaram:

 

  • 1.380.436 altas hospitalares, que representam 26% do total de internamentos hospitalares públicos e privados em Espanha.
  • 750.647 intervenções cirúrgicas, 48% do total da atividade privada e 15% do sistema de saúde espanhol.
  • 2.676.218 consultas externas, representando 15% da atividade privada e 3% de todo o sistema de saúde espanhol. 

 

Tendo em conta que o Estudo RESA 2018 analisa apenas os dados de quatro especialidades (dermatologia, oftalmologia, traumatologia e ortopedia, e obstetrícia e ginecologia), este volume é de uma relevância extraordinária. Constitui o grande salto alcançado este ano: o volume de consultas externas aumentou em 150% comparado com o Estudo RESA 2017.

 

  • 4.735.640 urgências hospitalares. Representa 67% dos cuidados de saúde privados e 16% da atividade total do sistema.
  • 1.500.000 exames de diagnóstico por imagem (mamografias, TAC e ressonância magnética).
  • Quase 80.000 ciclos de tratamento de fertilização in vitro.
  • 8.700 pacientes com insuficiência renal crónica tratados com diálise.

 

Estes dados supõem, em quase todas as linhas de atividade, volumes superiores ao de quase todas as comunidades autónomas e indicam que o Estudo RESA se consolidou sem dúvida como um dos estudos com maior volume de dados em Espanha. 

Entrando no conteúdo, este ano incluem-se cinco novos indicadores: 

 

  • A taxa de partos por cesariana para quantificar com precisão a diferença que, por várias razões, existe entre o setor privado e o setor público. 
  • Quatro indicadores do Projeto EIQI (Indicadores Internacionais de Qualidade de Pacientes) que incluem dados sobre a proporção de cirurgia da vesícula por laparoscopia, de mortalidade por pneumonia e de mortalidade por dois tipos de fratura da anca

 

Abrir o relatório (em espahnol)

Baixar o infográfico (em espahnol) 

 

Abrir o relatório (em espahnol)

Baixar o infográfico (em espahnol) 



Autores


Antares Consulting, Instituto para el Desarrollo e Integración de la Sanidad



Copyright © 2019 Antares Consulting S.L. Todos os direitos reservados   |   Informações legais e Política de privacidade