Protótipo do ecossistema de inovação em Farmácia Hospitalar



Descrição


  Prototipo de ecosistema de innovación en Farmacia Hospitalaria

A crise económica, iniciada em 2008, trouxe consigo a contenção dos gastos públicos e, consequentemente, dos gastos em saúde. Assim, os gastos públicos com saúde têm vindo a diminuir e em 2014, em Espanha, foram de 61.919 milhões de euros, 8.700 milhões a menos que em 2009. Em 2015, segundo os dados mais recentes publicados pelo Ministério da Saúde espanhol, os gastos em saúde começam a recuperar, embora ainda se situem abaixo dos níveis de 2008.

 

No caso dos medicamentos, durante estes anos as medidas de contenção de custos farmacêuticos aumentaram, resultando numa diminuição de quase 3.000 milhões de euros entre 2009 e 2015 (Ministério da Saúde, Serviços Sociais e Igualdade, 2016).

Nesse contexto, a Farmácia Hospitalar (FH) tem enfrentado desafios importantes, dando um passo qualitativo em frente enquanto especialidade. Desde a cronicidade de patologias muito prevalentes, ou a entrada de novos tratamentos inovadores com elevado impacto económico, até ao aumento da dispensação para doentes de ambulatório.

 

No entanto, a necessidade de conter os gastos como uma prioridade posicionou o farmacêutico como um controlador dos gastos farmacêuticos, embora na realidade ele tenha desenvolvido serviços de elevado valor para o doente.

 

Se a tudo isto somarmos o desconhecimento geral que existe sobre a FH e as suas contribuições para o sistema de saúde, muitos desafios se colocam a esta especialidade.

 

Neste documento, quisemos abordar os seguintes aspetos:

 

  • Necessidade de inovar nos serviços de farmácia hospitalar
  • Barreiras e condições necessárias para a inovação
  • O ecossistema de inovação na farmácia hospitalar
  • Chaves para a criação e impulso do ecossistema na nossa envolvente

 



Autores


Antares Consulting, Ferrer



Copyright © 2019 Antares Consulting S.L. Todos os direitos reservados   |   Informações legais e Política de privacidade